Quem somos

 

 Nossa Capela

 

  Nossa Comunidade

 

  Contactos

  Destaques  

  TEMAS

 

 

Vida|S. Teresa de Jesus

  1 |  2 |  3 Espiritualidade | Actualidade

Teresa de Ahumada nasceu no dia 28 de Março de 1515.

De entre os seus 11 irmãos, Teresa evidenciou ser a mais inteligente e agradável 

no trato. Desde criança se imprimiu no seu espírito um forte desejo do Céu

e da eternidade. Esse seu grande "desejo de ver a Deus" levou Teresa a empreender uma fuga com seu irmão para a terra dos mouros, procurando o martírio,

com apenas 7 anos de idade. Aos 13 anos perdeu a sua mãe, e foi então junto

de uma imagem de Nossa Senhora, na sua igreja paroquial, pedir-lhe que a substituísse.

Ao entrar na adolescência e juventude, Teresa deixa-se influenciar pela companhia de seus primos, e perde-se em futilidades e vaidades próprias da idade,

inspiradas pelos romances de cavalaria que gostava de ler.

O seu pai resolveu interná-la no Colégio das Irmãs de Nossa Senhora da Graça.

Uma jovem freira da comunidade, de quem Teresa se tornou amiga, foi a sua educadora e ajudou-a a redescobrir os grandes valores humanos e cristãos.

Começou então a pensar na possibilidade de vir a ser também ela religiosa,

e decidiu entrar no convento de Nossa Senhora da Encarnação, das Carmelitas, onde já se encontrava uma das suas amigas, Joana Suarez.

O seu pai não estava de acordo, mas Teresa, com 20 anos,

fugiu e ingressou neste convento de clausura,

embora lhe custasse muito separar-se da casa paterna.

Depois da Profissão Religiosa, foi atingida por uma estranha e grave doença que

a levou às portas da morte, ao ponto de se ter preparado a sepultura no cemitério

do convento. O seu pai não desiste e acredita na recuperação da filha, encomenda-a

a S. José e, passados quatro dias, Teresa sai de um coma profundo.

Desde então, tornou-se grande devota de S. José,

devoção que depois legou a todo o Carmelo reformado.

 

Frei João da Miséria, ocd